You parles holandês? Nee, mas preciso!

Hoje dei um passo muito importante na minha nova vida: me inscrevi no curso de holandês! Eee! Na verdade, importante para o resto da minha vida, já que tá ficando difícil de enrolar meu marido holandês que fala português. Ainda mais quando até a minha sogra fez curso de português! A coisa tá feia pro meu lado.

Além disso, estou achando complicado viver aqui só com o inglês. Eu só havia morado em países de língua inglesa, então eu não sabia como era viver em um universo linguístico paralelo. Ainda que Leuven esteja na parte da Bélgica que não fala francês, eles parecem ter herdado aquela característica dos franceses que todos amamos: só querem falar a língua deles.

Listei para vocês as situações mais chatas que eu tenho passado por aqui. E nem tem pior de todas ou algo assim, porque tudo é igualmente chato.

Supermercado

Supermercado em país novo é uma coisa mágica! Um mundo de coisas novas a serem desvendadas (e transformadas em 10kg a mais)! Porém, se eu quiser algo além do descomplicado chocolate, por exemplo, a coisa fica mais difícil. Como se compra shampoo?! Produtos de limpeza?! Todas as embalagens aqui são em holandês ou francês. Chega até a ficar emocionada quando encontro algo em inglês.

Eventos sociais

É meio chato ser o motivo de todo mundo na roda ter que falar inglês. Sim, muitas vezes as pessoas são fofas assim e fazem isso por você! E às vezes elas estão dispostas a fazer, mas esquecem, e aí lembram, esquecem de novo, e assim sucessivamente.

O que eu já percebi é que as pessoas em Leuven não estão acostumadas a falar inglês – ou não querem e pronto. Quando elas se dispõem a fazer isso por mim, então, elas merecem um super abraço (se elas gostassem de abraçar, quer dizer) porque eu sei que é um esforço para elas.

E aí me resta me transportar para o meu universo paralelo quando não rola essa camaradagem.

 Antipatia involuntária

De vez em quando, em momentos que dou essa desligada, pode ser que eu não pareça a pessoa mais simpática da terra. Mas não é (bem) minha culpa. Gente, eu não entendo nada que as pessoas falam! Quando estamos na rua resolvendo coisas, as pessoas falam com o Sten e eu me tele transporto para Nárnia ou whatever, porque ouvir não ia fazer a menor diferença. Em minha defesa, eu dou um sorrisinho sem dentes e digo oi. Acho que tá bom. Futuramente eles serão agraciados com a minha versão fofa em holandês.

Emprego

Sério, acho que nem o Mc Donalds me contrataria. É comum aqui ter que falar pelo menos holandês ou francês, preferencialmente os dois. E dar aula de inglês aqui não rola, 1) porque a Europa é cheia de nativos da língua inglesa e os empregos são deles e 2) porque todo mundo sabe inglês aqui, ainda que os queridos não pareçam muito inclinados a usá-lo. Que opção me resta?! Acho que só aprender holandês mesmo, uh.

Independência

Eu praticamente dependo do Sten pra tudo: o que diz essa promoção? Isso é pra cabelo liso? O que tá escrito aqui? O que ela disse? É terrível! Vai ser tão lindo o dia que eu conseguir ir no mercado e escolher meu shampoo sem ajuda, ler esses raios de páginas de internet que só tem opção holandês ou francês, e bater papo com as pessoas na rua (se elas fossem de bater papo)!

Porém, na verdade as coisas têm sido fáceis porque ainda não saí de casa sem o Sten. Mas isso está para acabar, e serei obrigada a me virar sozinha. Eu sei que quando não tiverem opção, as pessoas na rua terão que ser legais e falar inglês comigo – ou não. E eu, terei que fazer minha parte e aprender a língua delas, pra ontem.

Acho que muita gente que muda de país passa por certos sufocos de natureza linguística. Poderia definitivamente ser muito pior se não tivesse o inglês para ajudar.

O que vocês acham?! Qual dessas situações seria a pior para vocês?

11 comentários sobre “You parles holandês? Nee, mas preciso!

  1. Oi, Mari! Estou amando ler seu blog! É muito espirituoso! Acho como já te disseram, uma pessoa super corajosa ao enfrentar tantas situações novas! Porém não tenho a menor dúvida que dentro deposições meses estará rindo de tudo isto. Você verá. Bjs grandes e boa sorte!

    Curtir

  2. Nossa Mari boa sorte, com essa ‘bagunça’ linguistica, estou sentindo na pele isso de ficar perdida quando alguém fala alguma coisa eu apenas solto um sorrisinho de canto da boca, e rezo pra que eles não me perguntem nada.
    Eu estou aqui na Bélgica, apenas 2 semanas estou me sentindo um peixe fora d’Água quando saiu fora de casa, pois na casa da minha sogra eles falam francês e na casa do sogro holandês, eu fico perdidinha, preciso do meu marido pra tudo também, necessito de coragem pra começar a pegar firme e aprender pelo menos francês que ‘parece’ mais fácil de entender.
    Enfim parabéns, gostei do seu blog me identifiquei, vou voltar mais vezes e boa sorte com seus estudos de holandês.

    Curtir

    • Oi, Nathaly! Teu caso é ainda pior que o meu hein! hehe Eu só tenho que lidar com as variações do holandês daqui e da Holanda, mas é beeem melhor ter que lidar com holandês e francês! Muito boa sorte pra gente e volte sempre! 🙂

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s